Descupinização Recife PE e interior: por que o veneno não resolve a infestação?


Madeira oca e acúmulo de migalhas indicam que o móvel está infestado de cupins.


É hora de tomar medidas para evitar que a peça se deteriore.


Talvez você ache desnecessário contratar um serviço de controle de pragas como a empresa Dedetex Dedetização com décadas de atuação no mercado pernambucano, mas lembre-se: o veneno comprado no supermercado não substitui os produtos profissionais de limpeza doméstica, muito menos a fumigação de cupins. Entenda por quê.


Por que o veneno caseiro ou de supermercado não mata cupins


Os cupins são criaturas muito sensíveis.


Longe da colônia, eles podem se afogar em um jato de água ou exposição ao sol.


As ninfas - as “aleluias” que voam em volta da lâmpada - ficam desorientadas com os inseticidas comuns.


No entanto, não se deixe enganar pela aparente fragilidade desses animais.


As pragas encontram abrigo e comida dentro de portas, rodapés e outras estruturas de madeira.


Portanto, a maioria nem chega à superfície, preferindo se esconder cada vez mais fundo nos móveis.


Sendo assim: não se trata apenas de exterminar os cupins superficialmente, se o foco da incidência permanecer em ação.


Também é inútil usar soluções caseiras, como vinagre, óleo de motor usado e querosene para matar os cupins.


Além de serem ineficazes no controle de pragas de cupins, muitas dessas alternativas são perigosas.


O querosene, por exemplo, sabemos o quanto é altamente perigoso, pois é inflamável.


Os termicidas de supermercado até ajudam.


O problema é que geralmente atuam em insetos adultos.


Em outras palavras: os ovos e larvas permanecem ilesos.


Não estamos dizendo que o produto é inútil.


Pode ajudar a conter as infestações em um estágio inicial.


Por outro lado, a falta de prática do público leigo leva a poucos ou nenhum resultado satisfatório.


É comum que alguns animais sobrevivam à imunização.


Lá, os intrusos continuam seu caminho destrutivo.


Principais pontos a serem observados durante a aplicação do veneno contra os cupins


Agora vamos falar sobre erros humanos.


Mesmo que o veneno de cupim seja o mais indicado do mercado, existe a chance de esbarrar na falta de conhecimento técnico de quem o aplica.


Sem noção técnica, as pessoas podem correr o risco de investir uma boa quantia em dinheiro para aquisição de substâncias inadequadas.


Outro perigo é errar na dosagem.


Portanto, o dano só aumenta à medida que a infestação continua a causar danos.


Então, segue abaixo as falhas de quem busca manusear a praga por iniciativa própria.


É preciso fugir deles para ter eficácia na imunização.


1. Não saber o que é a praga


Tem certeza de que os invasores são cupins? Mesmo?


Preste atenção, pois existem outros insetos que destroem móveis para encontrar comida.


Em geral, o cupim de madeira seca deixa resíduos granulados semelhantes à farinha de mandioca. Essas são as fezes do animal.


Se você encontrar um pó mais fino, semelhante à farinha de trigo, pode estar com uma infestação de broca.


Esta espécie de besouro se aloja nas estruturas de madeira e roe o material.


Além disso, lembre-se de que até mesmo as formigas podem causar problemas.


Algum território de disputa com térmitas.


Eles até devoram os oponentes e atacam a madeira também.


Como o veneno usado para matar cupins não é o mesmo usado para matar formigas, deve ser feita uma vistoria técnica no local.


Conhecer a praga invasiva torna mais fácil encontrar a substância certa para conter a infestação.



2. Use substâncias inadequadas


Isso nos leva ao nosso segundo ponto.


Muitas pessoas acreditam que qualquer líquido com um odor mais forte pode eliminar os cupins.


Tem quem use vinagre, óleo de motor queimado, verniz e até querosene.


Esqueça essa ideia!


Esses produtos não possuem princípio ativo capaz de controlar pragas.


O máximo que podem fazer é deixar o quarto com um cheiro ruim.


Além disso, algumas dessas substâncias representam um perigo para os consumidores.


É sempre viável reforçar que derramar querosene em uma superfície com cupins, aumenta substancialmente o risco de acidentes como incêndio, essas pragas podem corroer a fiação elétrica e provocar curtos-circuitos.


Na dúvida sobre qual produto utilizar, dê preferência ao cupim que vende no supermercado.


No entanto, esteja ciente de que terá apenas uma função paliativa.


O veneno vai eliminar os cupins adultos, mas dificilmente chegará ao núcleo da colônia.


3. Não identificando o núcleo da colônia


A propósito, esse é o motivo pelo qual muito veneno de cupins não funciona.


Os insetos cavam galerias dentro da madeira, penetrando cada vez mais fundo na peça de mobiliário.


A maioria nem surge na vida.


Dessa forma, o termiteicida não os afeta.


A rainha é aquela que permanece lá dentro, protegida por uma legião de soldados.


Enquanto estiver ativo, botando ovos e dando origem a novos sujeitos, a depredação continuará.


Portanto, a forma mais importante de exterminar pragas é atingindo o centro da colônia.


É mais fácil falar do que fazer, certo?


Quando a quantidade de cupins ainda é mínima, basta apenas injetar o composto ativo correto no móvel.


No entanto, à medida que o problema se espalha, fica cada vez mais difícil identificar a origem da infestação.


4. Overdose da quantidade de veneno de cupim


A última falha na aplicação de cupins diz respeito à dosagem certa.


Ao observarem que os cupins ​​continuam a destruir a madeira, algumas pessoas aumentam a quantidade do princípio ativo.


Essa seria a solução mais óbvia, certo?


Errado.


O uso excessivo de substâncias desse tipo causa danos apenas ao ser humano.


E não estamos falando apenas de custo financeiro.


A overdose de cupins pode ser tóxica.


Se você inalar veneno, poderá sentir tosse, falta de ar, náuseas e vômitos.


Os sintomas de envenenamento requerem atenção médica urgente.


Atenção para ir imediatamente à unidade de saúde das proximidades.


Crianças, idosos e pessoas com asma são os mais suscetíveis aos perigos do veneno de cupins.


Será que vale a pena correr o risco?


Todavia, sem treinamento técnico, torna-se mais difícil a localização da fonte da infestação.


Além da saúde debilitada, os danos materiais continuarão.


Dica importante: em caso de intoxicação, ligue para o plantão da Central de Informações Toxicológicas de sua cidade.


Geralmente, o serviço é gratuito, funciona 24 horas por dia e pode ajudar nos primeiros socorros.


Como controlar a infestação de cupins


Você viu que, embora sejam frágeis ao ar livre, os cupins são resistentes dentro das colônias.


É por isso que o controle de uma infestação, especialmente em móveis delicados, requer o uso de um produto de limpeza doméstica.


É uma substância de uso restrito, administrada por profissionais licenciados pelos Órgãos competentes.


A equipe da Dedetex Dedetização segue todos os manuais de boas práticas para o serviço de desdetização de cupins (determização).


Nossos funcionários são treinados para identificar pontos críticos, aplicar limpeza doméstica e isolar adequadamente a área durante o tratamento.


Assim, o local permanece protegido e sem riscos à saúde das pessoas.


Normalmente, o tempo de ação do controle de cupins e brocas pode ser de até até um ano.


Disponibilizamos garantia através de assistência técnica de acordo com a necessidade durante todo o período.


Entre em contato e solicite um orçamento. Telefones: (81) 3621-6916. WhatsApp: (81) 99840.7662.


Atendemos empresas e residências em todo Pernambuco e em algumas cidades da Paraíba.