Dedetização em hotéis e pousadas de Pernambuco, um diferencial de hospitalidade


Todo hóspede busca conforto. E não estamos falando apenas de uma cama macia ou conveniências como TV a cabo ou Wi-Fi. A limpeza também faz parte do pacote. Por isso, é imprescindível recorrer ao controle de pragas em hotéis e pousadas.


Este procedimento está diretamente relacionado com a qualidade do serviço. Afinal, a presença de insetos na sala depõe contra o estabelecimento. Eles transmitem um aspecto de sujeira, descaso ou mesmo abandono das instalações.


Aliás, conte com a Dedetex Dedetização para atender residências, escritórios, indústrias, escolas, igrejas, e etc. Contate-nos (81) 3621-6916 e WhatsApp: (81) 99840-7662. ou www.dedetexdedetizacao.com.br


Somos empresa dedetizadora que atende em Recife e interior para residências, restaurantes, empresas e órgãos públicos.


A questão é que seres indesejados insistem em aparecer. Por mais que sua equipe higienize as salas, ainda dá um jeito de voltar. Portanto, apenas a ajuda de profissionais para proteger o meio ambiente.


A seguir, explicaremos como funciona a desinsetização na rede hoteleira, quando utilizar o serviço e quais são as pragas mais comuns nesses locais. Fique conosco!


Saiba também:

Como Contratar uma Empresa Eficiente para o Controle de Pragas


Controle de Pragas para Condomínio, veja como escolher uma dedetizadora


Controle de pragas em restaurantes e locais com alimentos


Principais pragas urbanas em hotéis e pousadas


Insetos que se reproduzem desordenadamente dentro de edifícios são considerados pragas. Além de sujar e até danificar os móveis, alguns deles podem transmitir doenças, o que coloca em risco a saúde da clientela.


No caso de hotéis e pousadas, qualquer animal indesejado pode causar complicações. No entanto, os mais temidos são os seguintes:


Percevejos


Os chamados percevejos podem estar na mala ou até nas roupas dos viajantes. Quando chegam a um quarto de hotel, encontram o lugar perfeito para se estabelecer e sobreviver.


Percevejos geralmente se escondem em camas, cortinas e edredons. Eles vivem por até um ano sem comida, mas o próximo convidado aparece para eles se banquetearem.


É só que essas criaturas se alimentam de sangue humano. Logo, eles mordem as pessoas que estão por perto, causando feridas que coçam e queimam. Tem perrengue que ninguém quer enfrentar nas férias, né?


Pulgas


Outro exemplo de animal sugador de sangue são as pulgas. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, eles não vivem apenas no corpo de cães e gatos.


Camisolas espalhadas pelo chão, nas costuras dos sofás e nos tapetes. Enquanto ainda são larvas, sobrevivem comendo a sujeira do ambiente, por isso é sempre recomendado investir em uma boa limpeza.


Quando atingem a idade adulta, atacam os humanos para sugar sangue. O pior é que, em uma infestação, apenas 5% dos insetos estão nessa fase de maturidade.


Ou seja: se alguém encontrou pulgas no local, é muito provável que haja muito mais ovos e larvas por lá.


Cupins


Os cupins na verdade não mordem as pessoas, mas causam outro tipo de incômodo: danos aos móveis. Essas criaturas se acomodam em pedaços de madeira e comem o material de dentro para fora. O resultado é que as estruturas são ocas e quebradiças.


Agora imagine a cena: o hóspede chega no quarto, se joga na cama para descansar e a estrutura da cama quebra, pois foi danificada pelos cupins. Situação constrangedora, para dizer o mínimo. Sem falar no prejuízo financeiro para substituir os móveis não utilizados.


Baratas


Finalmente, precisamos mencionar os campeões sujos. Algumas espécies de baratas vivem em esgotos, então encontrá-las no quarto é um perigo para a saúde.


Vale ressaltar que as cascudas carregam microorganismos nocivos em seus pés. Desta forma, eles podem espalhar fungos e bactérias causadores de doenças.


As infestações ocorrem onde há abrigo e fácil acesso aos alimentos. Na rede hoteleira, a cozinha e os armazéns são pontos críticos para a proliferação de baratas. De lá, eles podem migrar por tubulações (ou mesmo corredores) e se espalhar por todo o estabelecimento.


Como funciona o controle de pragas em hotéis e pousadas?


A desinsetização, popularmente conhecida como extermínio, é um procedimento que cria uma barreira química na área. Esta proteção tem um efeito curativo e preventivo. Em outras palavras, elimina os focos de infestação existentes e também evita que novos invasores se instalem.


É importante contratar uma equipe licenciada pelo órgão regulador, o que garante a segurança sanitária e o cuidado com o meio ambiente. No casso da Dedetex Dedetização, fique tranquilo, somos empresa licenciada pelo município, estado e federal.


Quando os nossos profissionais chegam ao hotel, primeiro realizam uma investigação técnica. Esta etapa serve para identificar as espécies que estão infestando a terra. A partir daí, fica mais fácil definir a estratégia de controle de pragas.


Alguns procedimentos podem ser realizados durante o horário de trabalho. Por exemplo, é o caso da desinsetização de baratas, que utiliza um produto em gel aplicado em cantos estratégicos.


Por outro lado, a pulverização de produtos líquidos de limpeza doméstica, uma técnica de imunização de áreas maiores, exige a evacuação do prédio por algumas horas. Nessas situações, é melhor planejar com antecedência para não atrapalhar o fluxo de visitantes.


Se a pousada tiver várias cabanas ou prédios espalhados por uma propriedade, você pode fazer o extermínio escalonado. Você pode isolar um edifício por vez, mantendo parcialmente as operações.


Em pequenas empresas, é melhor fechar as portas completamente por dois ou três dias. Neste caso, recomendamos que a desinsetização seja realizada na época baixa, como forma de minimizar o impacto nos negócios.


Planejando a renovação do controle de pragas


Por fim, vale lembrar que o efeito das substâncias químicas tem duração limitada. Isso significa que a barreira protetora fica ativa apenas por alguns meses.


Antes que este prazo expire, é necessário renovar o procedimento de extermínio em pousadas e hotéis. Assim, o risco de infestações cai drasticamente.


Para um planejamento mais eficiente do calendário, sugerimos a contratação anual do imunizador. Essa modalidade economiza tempo e dinheiro dos gestores


E fique avisado: cada município pode ter sua própria legislação sobre controle de pragas em estabelecimentos comerciais. Informe-se sobre as regras na sua região.


Caso contrário, esperamos que o conteúdo de hoje tenha sido útil. Se quiser outras dicas para evitar críticas negativas em seu hotel ou pousada. Conte com a nossa equipe de suporte técnico/operacional.


A Dedetex Dedetização tem mais de 20 anos de experiência no controle de pragas urbanas. Seguimos uma rigorosa política de qualidade para oferecer os melhores resultados aos nossos clientes.


Conte conosco! Trabalhamos com controle de insetos, controle de ratos e controle de cupins.


Você pode solicitar um orçamento sem compromisso. Contate-nos (81) 3621-6916 e WhatsApp: (81) 99840-7662. ou www.dedetexdedetizacao.com.br. Atendemos em todo Pernambuco.